Jackson Samurai decide, Joinville elimina o Atlântico e vai à semifinal da LNF

2017-10-29 00:00:00 - Situação: Publicado
Jackson Samurai decide, Joinville elimina o Atlântico e vai à semifinal da LNF

O Joinville é mais um semifinalista da Liga Nacional de Futsal (LNF). Contando com uma atuação de gala do ala Jackson Samurai, autor de dois gols na partida, o Tricolor despachou o Atlântico Erechim com uma vitória por 2 a 1 neste domingo, no Centreventos Cau Hansen pelas quartas de final – os times haviam empatado em 1 a 1 no jogo de ida. O adversário do Joinville sai do confronto Carlos Barbosa x Foz Cataratas, que jogam a seguir em Carlos Barbosa (RS), com transmissão ao vivo do SporTV2. Na primeira partida, em Foz do Iguaçu, os times ficaram no 1 a 1.

O jogo começou movimentado com os dois times buscando o ataque. Aos quatro, Fellipe Mello finalizou da entrada da área, e Djony foi buscar. Aos sete, Vilian arriscou da esquerda do ataque do Atlântico e dessa vez foi Willian quem fez grande defesa. Quatro minutos depois, o Joinville conseguiu tirar o primeiro zero do placar, em cobrança de falta direta de Jackson Samurai. O gol motivou o Tricolor, que passou a doiminar a partida. Aos 13, Grillo salvou chute de Fellipe Mello em cima da linha.

O Atlântico só foi assustar nos cinco minutos finais do primeiro tempo. Primeiro num chute de Grillo defendido por Djony. Depois, foi a vez de Lucas mandar uma bomba no travessão. A 20 segundos do fim, porém, foi o Joinville quem marcou. E foi um golaço. Após cobrança de escanteio da direita, Jackson Samurai pegou de primeira, sem chances de defesa para Djony: 2 a 0, placar da etapa.

Mesmo com a boa vantagem, o Joinville seguiu criando chances no segundo tempo. Aos quatro minutos, Fernando e Xuxa entraram tabelando, mas a conclusão foi para fora. Cinco minutos depois, o time da casa acabou castigado. Após boa jogada de Keké pela esquerda, a bola chegou limpa a Vilian, que diminuiu para 2 a 1. Após o gol, o Atlântico ganhou confiança, passando a criar mais chances. Aos 11, Café quase marcou em toque de cabeça.

Explorando mais os contra-ataques, o Joinville levou perigo com Fernandinho aos 13. A finalização do pivô, no entanto, foi para fora. A cinco minutos do fim, o técnico Giba lançou Vilian como goleiro-linha. O time de Erechim passou a ter o domínio territorial da partida, mas o Joinville se segurou atrás garantindo o resultado.

 

  •